• falecomamosaico

15 dicas de etiqueta na comunicação profissional

A comunicação no ambiente profissional ocorre do mesmo modo que em outros espaços sociais? Cuidado para não cometer erros e prejudicar sua carreira.

Você pode nunca ter se perguntado a esse respeito, mas os ambientes corporativos têm regras de comunicação que diferem daquelas que norteiam nossas ações em outros lugares. Quando pensamos em etiqueta, o que nos vêm à mente? Noções de elegância e de boas maneiras, imagens de pessoas que sabem como se comportar em diferentes cenários. E, quando associamos a etiqueta aos ambientes de trabalho, pensamos em tipos de comportamentos que ali se dão tanto internamente, no contato com colegas e chefes, quanto externamente, com clientes, fornecedores e em eventos sociais.

Esse assunto é tão importante que a empresária e consultora Maria Christina de Andrade Vieira reuniu, no livro Comunicação empresarial: etiqueta e ética nos negócios, várias reflexões e dicas sobre o assunto. A autora destaca que as falhas que ocorrem nesse aspecto prejudicam, muitas vezes, não apenas o próprio profissional, mas também a empresa: imagine que você está representando sua empresa numa reunião com um grande cliente e apresenta a ele dados equivocados. Isso vai não apenas depor contra sua imagem, indicando descuido com a preparação, mas também afeta a credibilidade da empresa em que você trabalha.



Como você já deve ter percebido, a etiqueta empresarial engloba uma série de aspectos, que vão desde o modo mais adequado de se vestir conforme a ocasião (um dia no escritório, uma reunião com clientes, um jantar de negócios) até a maneira como você se comporta no ambiente de trabalho e trata seus colegas, chefes e subordinados. Aqui, vamos nos deter em apenas um aspecto da etiqueta empresarial: aquele relacionado à comunicação no ambiente de trabalho. Isso envolve o modo como você se direciona aos seus contatos profissionais tanto pessoalmente quanto por meio de ferramentas de comunicação, como e-mails, redes sociais e telefone.


Vamos te passar algumas dicas e gostaríamos que você avaliasse como se comporta com relação a cada um desses tópicos. Será que você domina essas regras de etiqueta? Ou você precisa melhorar o uso delas? Quando terminar a leitura, conte para a gente o que achou de nossas sugestões e se elas puderam ou poderão te ajudar!


  1. Ao entrar em um espaço de trabalho, cumprimente as pessoas (com um bom dia ou boa tarde geral) e, se for o caso, peça licença antes de fazê-lo.

  2. Em qualquer situação, interna ou externamente, evite erguer a voz: isso é um sinal de descontrole e prejudica sua imagem.

  3. Tenha cuidado com o uso excessivo do gerúndio, de gírias e de jargões técnicos: adeque seu vocabulário à situação de comunicação na qual está envolvido.

  4. Sempre que for necessária uma conversa que possa causar qualquer constrangimento a uma das partes, escolha um lugar reservado para que ela aconteça.

  5. Caso cometa algum erro (e isso é possível para todos nós, pois somos humanos), peça desculpas da melhor forma possível e, se necessário, procure solucionar os problemas que seu erro possa ter causado. Se, ao contrário, foi você quem recebeu informações equivocadas, procure entender o que aconteceu e esclarecer com o responsável, em particular.

  6. Em qualquer compromisso, seja pontual e converse com os envolvidos sem se dispersar: nada de ficar olhando o celular, o e-mail ou o relógio o tempo todo.

  7. Não atenda nem faça ligações particulares no escritório ou em reuniões de trabalho: caso esteja passando por uma situação emergencial, converse com a chefia e a avise da necessidade de manter o celular em uso (no silencioso, sempre!) para fins não profissionais.

  8. Por maior que seja sua intimidade com a equipe de trabalho, lembre-se que no ambiente profissional é necessário manter uma conduta condizente com ele: nada de brincadeiras ou informalidades excessivas.

  9. Cuidado com as “fofocas” ou com a quebra de sigilo: quanto mais discreto você for com relação à sua vida particular e menos se envolver na vida dos colegas, menos problemas você terá. E mais: aspectos sigilosos da empresa dizem respeito apenas aos envolvidos.

  10. Nas ligações telefônicas, atenda o mais brevemente possível e personalize ao máximo o atendimento. Evite expressões de intimidade e tente resolver da forma mais simples o problema apresentado.

  11. Nas comunicações digitais: a) evite palavras escritas totalmente em letras maiúsculas, que simbolizam ofensa ou discussão; b) leia (e releia) tudo antes de enviar, com o máximo de cuidado possível: a comunicação instantânea não permite voltar atrás; c) seja objetivo e educado, sem excesso de intimidades.

  12. Nunca deixe um e-mail sem resposta: se não tiver condições de solucionar as questões no mesmo dia, responda pelo menos informando que recebeu a mensagem e que irá tomar as providências necessárias. E não se esqueça: o e-mail corporativo não deve ser utilizado para fins pessoais.

  13. Nos seus e-mails: a) seja objetivo e profissional; b) confira sempre os endereços de destinatários; c) utilize as cópias somente quando adequado e para as pessoas imprescindíveis; d) revise a ortografia e a pontuação e garanta a clareza do texto; e) sempre indique no campo “assunto” uma informação objetiva e de fácil compreensão; f) evite os emoticons; g) nunca deixe de assinar um e-mail corporativo.

  14. Caso utilize o Facebook da empresa, separe-o de seu perfil pessoal, compartilhe conteúdo de qualidade, observe as normas da língua portuguesa e mantenha as regras de cordialidade e profissionalismo indicadas para as outras ferramentas de comunicação.

  15. Se a empresa tem um grupo de Whatsapp, não o utilize para circular piadas, correntes, orações, fotos pessoais ou mensagens “fofinhas”: por mais que esta seja uma ferramenta de comunicação instantânea da qual fazemos uso pessoal com frequência, mantenha o profissionalismo nos grupos corporativos.


13 visualizações

(65)99303-4892

mosaicoassessoria.com

  • Instagram ícone social
  • Facebook ícone social
  • YouTube ícone social